Just another WordPress.com site

Circulação mamíferos

Assim como o coração das aves, o coração dos mamíferos apresenta quatro cavidades. A circulação dos mamíferos é fechada, dupla e completa, sem que haja mistura de sangue venoso com arterial. A eficiência na circulação do sangue favorece a homeotermia corporal.

Tal como as aves, os mamíferos são endotérmicos ou homeotérmicos, o que lhes permite permanecer ativos mesmo a temperaturas muito elevadas ou muito baixas. Este fato justifica a sua larga distribuição em todos os tipos de habitats, mais vasta que qualquer outro animal (exceto as aves).

Circulação dos répteis

 

Como nos anfíbios, o coração dos répteis apresenta três cavidades: dois átrios ou aurículas e um ventrículo. O coração dos répteis crocodilianos apresenta quatro cavidades: dois átrios e dois ventrículos (como o das aves e dos mamíferos). No entanto, mesmo nos crocodilianos observa-se  mistura dos tipos de sangue (venoso e arterial) que passam pelo coração, embora em proporção menor do que nos anfíbios.

Assim, podemos considerar a circulação dos répteis dupla e incompleta. Em função disso, os animais desse grupo são pecilodérmicos, isto é, adapta a temperatura do corpo a temperatura do ambiente.

No ambiente terrestre, as variações de temperatura são maiores do que no ambiente aquático. Para manter a temperatura do corpo próximo à do ambiente, os répteis costumam recorrer a fontes externas de calor, como o sol ou a superfície quente de uma rocha. É comum ver répteis expostos ao sol durante o dia. O termo “lagartear” é aplicado as pessoa que preguiçosamente se deitam ao sol, a maneira dos lagartos.

Quando os répteis sentem-se muito aquecidos, geralmente procuram locais de sombra.  Com esse comportamento mantêm a temperatura do corpo praticamente constante, em torno dos 37ºC.

Muitas espécies de cobras e lagartos são úteis ao ser humano, pois caçam roedores e outros animais que prejudicam a agricultura e causam doenças ao homem. Entre as cobras, porém, há espécies cujo veneno pode ser fatal, causando a morte de um grande número de pessoas a cada ano.

No Brasil, as serpentes venenosas podem ser reconhecidas, geralmente, pela presença de um pequeno orifício situado entre a narina e a boca: a fosseta loreal, um órgão sensorial sensível ao calor. Com ele estas cobras detectam a presença de animais de “sangue quente” (aves e mamíferos), suas presas preferidas. A fosseta loreal está ausente na coral-verdadeira, apesar de ser venenosa.

Circulação dos anfíbios

O sistema circulatório dos anfíbios é fechado e a circulação é dupla e incompleta, porque no coração há mistura parcial de sangue. Há mistura parcial porque as duas aurículas não se contraem ao mesmo tempo. O sangue venoso é o primeiro a ser bombeado.
Comecemos com o trajeto do sangue venoso vindo dos diferentes órgãos do anfíbio.
Este segue para a aurícula direita e é impulsionado pelo único ventrículo para o cone arterial que tem uma prega helicoidal que o encaminha para uma artéria pulmonar e depois para os pulmões.
Depois, o sangue oxigenado, vindo dos pulmões, chega à aurícula esquerda pelas veias pulmonares e é impulsionado pelo ventrículo para os diferentes órgãos através da aorta.

Circulação das aves

Uma característica que favorece a homeotermia nas aves é a existência de um coração totalmente dividido em quatro cavidades: dois ventrículos e dois átrios.

Não ocorre mistura de sangues. A metade direita (átrio e ventrículo direitos) trabalha exclusivamente com sangue pobre em oxigênio, encaminhando-o aos pulmões para oxigenação. A metade esquerda trabalha apenas com o sangue rico em oxigênio. O ventrículo de parede musculosa, bombeia o sangue para a artéria aorta. Assim, a todo momento, os tecidos recebem sangue ricamente oxigenado, o que garante a manutenção constante de altas taxas metabólicas. Esse fato, associado aos mecanismos de regulação térmica, favorece a sobrevivência em qualquer tipo de ambiente. A circulação é dupla e completa.

O sistema respiratório também contribui para a manutenção da homeotermia. Embora os pulmões sejam pequenos, existem sacos aéreos, ramificações pulmonares membranosas que penetram por entre algumas víceras e mesmo no interior de cavidades de ossos longos.

A movimentação constante de ar dos pulmões permite um suprimento renovado de oxigênio para os tecidos, o que contribui para a manutenção de elevadas taxas metabólicas.

Circulação dos Peixes

O sistema circulatório dos peixes é essencialmente um sistema simples, em que o sangue não oxigenado passa pelo coração. Daí, ele é bombeado para as brânquias, oxigenado e então, distribuído para o corpo. O coração possui quatro câmaras, mas somente duas delas (o átrio e o ventrículo) correspondem às quatro câmaras (átrios pares e ventrículos pares) dos vertebrados superiores. A primeira câmara do coração de um peixe, ou câmara receptora, é chamada de seio venoso. Tem uma parede fina como a câmara seguinte, o átrio, para qual o sangue passa. Do átrio, o sangue passa para o ventrículo, que tem paredes espessas, e é bombeado para fora, passando do cone arterioso para a aorta ventral. O sangue da aorta ventral vai para a região branquial para ser oxigenado, passando pelos vasos branquiais aferentes, depois disso, sai das brânquias através das alças coletoras eferentes e vai para a aorta dorsal. O sistema venoso é constituído pela veia cardinal comum, que entra no seio venoso de cada lado do corpo do peixe, sendo constituída pela fusão das cardinais anteriores e posteriores. O sangue da cabeça é coletado pelas cardinais anteriores e o sangue dos rins e das gônadas é coletado pelas cardinais posteriores. As veias abdominais laterais pares, que recebem o sangue da parede do corpo e dos apêndices pares, também entram nas veias cardinais comuns.

Quadro comparativo:

Animal Habitat Sistema circulatório Órgão propulsor Trocas superfície respiratória/células
Peixes ósseos Aquático Fechado com sangue Coração com 2 cavidades Difusão indireta (hematose) com sistema contracorrente
Anfíbios Água doce terrestre Fechado com sangue Coração com 3 cavidades Difusão indireta (hematose)
Répteis Terrestre Fechado com sangue Coração com 3 cavidades Difusão indireta (hematose)
Aves Terrestre Fechado com sangue Coração com 4 cavidades Difusão indireta (hematose)
Mamíferos Terrestre Fechado com sangue Coração com 4 cavidades Difusão indireta (hematose)

Animal

Habitat

Sistema circulatório

Órgão propulsor

Trocas superfície respiratória/células

Peixes ósseos

Aquático

Fechado com sangue

Coração com 2 cavidades

Difusão indireta (hematose) com sistema contracorrente

Anfíbios

Água doce terrestre

Fechado com sangue

Coração com 3 cavidades

Difusão indireta (hematose)

Répteis

Terrestre

Fechado com sangue

Coração com 3 cavidades

Difusão indireta (hematose)

Aves

Terrestre

Fechado com sangue

Coração com 4 cavidades

Difusão indireta (hematose)

Mamíferos

Terrestre

Fechado com sangue

Coração com 4 cavidades

Difusão indireta (hematose)

About these ads

Comentários em: "Circulação sanguínea: peixes, anfíbios, répteis, mamíferos e aves" (22)

  1. Claudia disse:

    quem escreveu esse texto deve ser um baita de um…
    FDP!!!!!!!!!!!!!!

  2. Bom parece que estar td bem , e o que aprendi tambem

  3. Muito bom !! Parabéns !! Eu amei .

  4. Leonardo disse:

    As informações me ajudaram! vlw!

  5. Saulo henrique disse:

    CIRCULAÇÃO DAS AVES

    Segundo parágrafo

    …. Assim, a todo momento, os tecidos recebem sangue ricamente oxigenado, (o q) garante a manutenção constante de altas taxas metabólicas…..

    Fora esse erro, está tudo Ok!

  6. Michele Lima disse:

    Gostei muito do texto! Bastante explicativo e simples de entender!

  7. Manuel Miguel disse:

    Estais imformações foram muitos boas,consegue esclarecer as minhas duvidas.

  8. ycarohenrique22@hotmail.com disse:

    nossa mi ajudou muito vlw mesmoooo

  9. Esta errado em: “Circulação nos répteis – Como nos anfíbios, o coração dos répteis apresenta três cavidades: um átrio ou aurículas e um ventrículo.” o correto seria 2 átrios e 1 ventriculo!”

  10. Gracilene Santiago disse:

    Adorei e me ajudaram muito estão de parabéns estava com duvidas e já entendi obg

  11. Na circulação dos reptéis está falando que eles apresentam três cavidades: um(1) átrio ou aurículas e um (1) ventrículo. Mas como é três cavidades se cita só duas qualé a outra???
    Obrigada!

  12. edina alves disse:

    muito bom. obrigado.

  13. muito bom fiz um trabalho com essas informações e acho que vou tirar uma boa nota muito obg

  14. gostei muito mesmo

  15. mariana carvalho disse:

    otimo achei

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: